Rumores - Revista de Comunicação, Linguagem e Mídias, Vol. 5, No 2 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

As cores do desejo. Alteridade, raça e sexo no cinema britânico

Angela Prysthon

Resumo


A partir da análise de quatro filmes de diferentes momentos do cinema britânico (Narciso Negro, 1947, de Powell e Pressburger, Um gosto de mel, 1962, de Tony Richardson, Passagem para a Índia, 1984, de David Lean e Minha adorável lavanderia, 1985, de Stephen Frears) vamos examinar a tradição realista e as transformações no discurso e nas imagens sobre raça e sexualidade ao longo da segunda metade do século XX. A história do cinema britânico sugere, às vezes de modo muito direto e enfático, que há elos intrínsecos entre racismo e sexualidade. Observaremos as recorrências e diferenças entre as representações da alteridade nos filmes abordados para melhor compreender tais elos.

Texto Completo: PDF

Rumores - Revista de Comunicação, Linguagem e Mídias e-ISSN: 1982-677X

Midiato - Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas (ECA-USP)

Avenida Professor Lúcio Martins Rodrigues, 443, Cidade Universitária, São Paulo-SP, CEP: 05508-900
rumores@usp.br

www.usp.br/rumores