Rumores - Revista de Comunicação, Linguagem e Mídias, Vol. 5, No 2 (2011)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Cinema e infância: produção cultural para crianças aparentemente desencantadas

Sueli Soares dos Santos Batista

Resumo


O artigo problematiza se apenas o estudo da concepção clássica de infância, principalmente o pensamento de Rousseau, pode iluminar os problemas relativos à educação das crianças no mundo contemporâneo. Parte-se da hipótese de que a infância é um conceito que pode ser analisado na perspectiva do que Adorno e Benjamin chamaram de história natural, em que mito, história e racionalidade estão imbricados. Analisam-se aspectos de obras cinematográficas sinalizadoras de novas formas de encantamento e permanência dos mitos em torno da infância e da racionalidade e também de outras possibilidades para a relação entre homem e natureza, entre mito e história.

Texto Completo: PDF

Rumores - Revista de Comunicação, Linguagem e Mídias e-ISSN: 1982-677X

Midiato - Grupo de Estudos de Linguagem: Práticas Midiáticas (ECA-USP)

Avenida Professor Lúcio Martins Rodrigues, 443, Cidade Universitária, São Paulo-SP, CEP: 05508-900
rumores@usp.br

www.usp.br/rumores